A “guerra contra o zebu”

notas sobre o animal que dividiu as elites pecuaristas brasileiras

Autores

  • Joana Medrado Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.53000/rr.v9i2.2306

Palavras-chave:

Modernização rural, Pecuária, Zebu, Ruralismo

Resumo

Neste artigo, versaremos sobre o contexto da introdução dos animais zebuínos nas fazendas brasileiras entre 1897 e 1930, focalizando a atuação social e política dos pecuaristas. Dentre os temas abordados estão os debates em torno das "melhores" raças de gado para povoar o Brasil, os subsídios do Estado para as importações dos touros e matrizes, a realização das primeiras exposições pecuárias ocorridas no Rio de Janeiro, em São Paulo e Minas Gerais, as primeiras associações de classe e os órgãos governamentais criados em defesa dos interesses dos fazendeiros. Serão também enfatizados aspectos dos argumentos zootécnicos escolhidos para alimentar ou criticar a "guerra contra o zebu" protagonizada por agrônomos ligados aos setores pecuaristas. Este artigo tem o intuito final de agregar elementos de análise e elucidar a dimensão conflitiva dos primórdios da chamada "modernização rural" brasileira.

Biografia do Autor

Joana Medrado, Universidade Estadual de Campinas

Pós-doutora pelo Departamento de Sociologia da Universidade Estadual de Campinas. Professora do colegiado de História do Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias da Universidade do Estado da Bahia.

Referências

ATHANASSOF, Nicolau. Estudo sobre o gado caracu. Relatório apresentado ao Exmo. Sr. Antônio de Padua Sales. São Paulo: Secretaria da Agricultura, Comercio e Obras Públicas, 1910.

COTRIM, Eduardo. Contribuição para o estudo das vantagens ou desvantagens da introdução do sangue zebu nas nossas manadas. In: Sociedade Nacional de Agricultura. Inquérito sobre o gado Zebu. Rio de Janeiro, 1907 [Apêndice, 16 de novembro de 1906].

COTRIM, Eduardo. Problemas da Indústria Pecuária na República Argentina e estudo comparativo com o Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1912.

COTRIM, Eduardo. A Fazenda Moderna: guia do criador de gado bovino no Brasil. Bruxelas: Typographa V. Verteneuil & L. Desmet, 1913.

CROSBY, Alfred. Imperialismo Ecológico. A expansão biológica da Europa 900-1900. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

DOMINGUES, Otávio. O Gado nos Trópicos. Rio de Janeiro: Instituto de Zootecnia, 1961.

LINHARES Maria Yedda e SILVA, Francisco Carlos Teixeira da História política do abastecimento. 1918-1974, Brasília: BINAGRI, 1979.

LOPES, Maria Antonieta Borges e REZENDE, Eliane Mendonça Marques de. ABCZ: História e Histórias. São Paulo: Ed. Comdesenho, 2001.

LOURENÇO, Fernando Antônio. Agricultura ilustrada. Liberalismo e escravismo nas origens da questão agrária brasileira. Campinas: Editora da Unicamp, 2001.

MEDRADO, Joana. Do Pastoreio a Pecuária: a invenção da modernização rural nos sertões do Brasil Central. 2013. Tese (doutorado) – Programa de Pós-Graduação em História da UFF,

MENDONÇA, Sônia. O Ruralismo Brasileiro. (1888-1931). São Paulo: Hucitec, 1998.

MOORE JUNIOR, Barrington. As Origens Sociais da Ditadura e da Democracia: Senhores e Camponeses na Construção do Mundo Moderno. Lisboa: Cosmos/Martins Fontes, 1975. Relatórios da Secretaria de Agricultura de São Paulo - 1910-1919.

RUFFIER, Fernand. Dos meios de melhorar as raças nacionais, Tese n. 12, Rio de Janeiro, Conferência Nacional de Pecuária, 1917, p. 61. IHGB-206, 7, 2, n. 40.

RUFFIER, Fernand. Guerra ao zebu. Um pouco de água fria, 1919.

Castro, Paraná, 12/02/1919. Biblioteca Nacional – II-419,6,24.

SANTIAGO, Alberto Alves. Pecuária de Corte no Brasil Central.

Água Branca-SP, Secretaria da Agricultura, Instituto de Zootecnia, 1970.

SIMONSEN, Roberto. Aspectos da política econômica nacional. São Paulo: Empresa Gráfica da Revista dos Tribunais, 1935.

SILVEIRA, Álvaro A. da. Floresta e Pecuária. Belo Horizonte, Imprensa oficial do Estado de Minas Gerais, 1917, p. 23.

SILVEIRA, Álvaro A. da. Agricultura e Pecuária. Belo Horizonte: Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, 1919.

SOARES, Renan Monteiro. Aspectos Sociológicos da Pecuária Nordestina. Recife: Imprensa Universitária – UFPE, 1968.

SOCIEDADE NACIONAL DE AGRICULTURA. Inquérito sobre o gado Zebu. Rio de Janeiro, 1907.

SOCIEDADE NACIONAL DE AGRICULTURA. “Programa Geral – Conferência Nacional de Pecuária”, 1916.

Downloads

Publicado

2016-10-07

Como Citar

Medrado, J. (2016). A “guerra contra o zebu”: notas sobre o animal que dividiu as elites pecuaristas brasileiras. RURIS (Campinas, Online), 9(2). https://doi.org/10.53000/rr.v9i2.2306

Edição

Seção

Artigos