Processo de desenvolvimento local e preservação ambiental de uma localidade no sul do Brasil

Autores

  • Raquel Wiggers Universidade Federal do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.53000/rr.v1i2.654

Palavras-chave:

Mundo rural, Preservação ambiental, Família, Pertencimento

Resumo

No sul da ilha de Santa Catarina, Brasil, o processo de desenvolvimento local tomou um rumo distinto daqueles tomados em outros lugares do Brasil e do mundo. O local onde foi desenvolvida a pesquisa que originou este artigo foi, por várias gerações, área de moradia e trabalho de pequenos produtores rurais, que tinham suas terras todas cultivadas, restando pouca floresta nativa. O processo de desenvolvimento regional e local privilegiou o turismo e a preservação ambiental, incentivando os moradores a buscar trabalho remunerado em outras regiões e a deixar o trabalho na terra, o que provocou impactos sociais e ambientais importantes: os morros passaram a ser “mata nativa a ser preservada” e o pertencimento das pessoas ao lugar passou a ser elaborado com base nas desigualdades sociais provocadas pelo contato com os turistas e veranistas.

Biografia do Autor

Raquel Wiggers, Universidade Federal do Amazonas

Professora-doutora do Departamento de Antropologia da Universidade Federal do Amazonas.

Referências

ARQUIVO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, LEI N. 11.986, de 12 de novembro de 2001. Disponível em: http://www.mp.sc.gov.br/legisla/est_leidec/lei_estadual/2001/le11986_01.htm. Acesso em: 3 mai. 2005.

BESTARD, Jean. Parentesco y Modernidad. Barcelona: Paidós, 1998.

BOURDIEU, Pierre. A propos de la famille comme catégorie realisée. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, Paris, n. 100, p. 32- 36, dez. 1993.

BOURDIEU, Pierre. Le bal des célibataires. Crise de la société paysanne en Béarn. Paris: Seuil, 2002.

CARNEIRO, Glauco. Florianópolis, roteiro da ilha encantada. Florianópolis: Expressão, Museu de Arte de São Paulo, Banco Bandeirantes, 1991.

CARNEIRO, Maria José. Ruralidade: novas identidades em construção. Estudos Sociedade e Agricultura,Rio de Janeiro, n. 11, 1998, p. 53-75.

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano, artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1999.

DARELLA, Maria Dorothea. A presença guarani no litoral catarinense: breve informe. Campos Revista de Antropologia Social, Curitiba, v. 4, 2003.

DIEGUES, Antonio Carlos (Org.). Etnoconservação. Novos rumos para a proteção da natureza nos trópicos. São Paulo: Hucitec, Nupaub/USP, 2000.

DIEGUES, Antonio Carlos. O mito moderno da natureza intocada. São Paulo: Hucitec, Nupaub/USP, 2004.

FANTIN, Márcia. Cidade dividida: dilemas e disputas simbólicas em Florianópolis. Florianópolis: Cidade Futura, 2000.

FARIAS, Vilson Francisco. Dos Açores ao Brasil meridional: uma viagem no tempo. Florianópolis: edição do autor, 1998.

MALUF, Sônia. Encontros noturnos: bruxas e bruxarias na lagoa da Conceição. Florianópolis: Editora da UFSC, 1993.

MOURA, Margarida Maria. Camponeses. São Paulo: Ática: 1986.

OURIQUES, Helton Ricardo. Turismo em Florianópolis, uma crítica à indústria pós-moderna. Florianópolis: Editora da UFSC, 1998.

PEREIRA, Nereu do Vale; PEREIRA, Francisco do Vale; SILVA NETO, Waldemar Joaquim. Ribeirão da Ilha. Vida e retratos. Um distrito em destaque. Florianópolis: Fundação Franklin Cascaes, 1990.

PINA CABRAL, João de. Os contextos da antropologia. Coleção Memória e Sociedade. Lisboa: Difel, 1991.

PINA CABRAL, João de.(Org.) Elites: choice, leadership and succession. Oxford, New York: Berger, 2000.

PINA CABRAL, João de. O homem na família: cinco ensaios de antropologia. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2003.

PRADO JR., Caio. Formação do Brasil contemporâneo – Colônia. São Paulo: Brasiliense, Publifolha, 2000.

RIAL, Carmem. Manezinho: de ofensa a troféu. Antropologia em Primeira Mão, Florianópolis, n. 48, 2001.

SEGALEN, Martine. Mari et femme dan la société paysanne. Paris: Flammarion, 1980.

WIGGERS, Raquel. “Sou daqui da Caieira da Barra do Sul”: parentesco, família, casa e pertença em uma localidade no Sul do Brasil. 2006. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Unicamp, Campinas.

WOORTMANN, Ellen. Herdeiros, parentes e compadres. São Paulo, Brasília: Hucitec, Edunb, 1995.

WOORTMANN, Klaas. A etnologia (quase) esquecida de Bourdieu ou, o que fazer com heresias. Série Antropologia, Brasília, UnB, 2002.

Downloads

Publicado

2012-04-28

Como Citar

Wiggers, R. (2012). Processo de desenvolvimento local e preservação ambiental de uma localidade no sul do Brasil. RURIS (Campinas, Online), 1(2). https://doi.org/10.53000/rr.v1i2.654

Edição

Seção

Artigos