A espiral das ocupações de terra

Autores

  • José Carlos Pereira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.53000/rr.v1i2.658

Palavras-chave:

MST, Ocupação

Resumo

Em seu livro A espiral das ocupações de terra, Nashieli Rangel Loera mostra os significados e motivos de pessoas que – embora coordenadas pela disciplina e pelos valores de uma organização social, no caso o Movimento dos Sem-Terra (MST) – ocupam terras para realizar sonhos e ter perspectivas de “ganhar a terra, manobrar ela”, “ter um pedacinho de terra e liberdade”. Para os agentes sociais envolvidos, a realização de sonhos e a conquista de ideais ocorrem a partir de lutas coletivas e individuais, semelhantes e singulares amalgamadas na construção e reprodução de espaços diferenciados, porém com um formato semelhante, a forma acampamento.

Biografia do Autor

José Carlos Pereira, Universidade Estadual de Campinas

Doutor em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

PEREIRA, J. C. A espiral das ocupações de terra. RURIS (Campinas, Online), [S. l.], v. 1, n. 2, 2012. https://doi.org/10.53000/rr.v1i2.658

Downloads

Publicado

2012-04-28

Como Citar

Pereira, J. C. (2012). A espiral das ocupações de terra. RURIS (Campinas, Online), 1(2). https://doi.org/10.53000/rr.v1i2.658

Edição

Seção

Resenhas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)