O ardil anticomunista – estudo de caso (1948-1949)

Autores

  • Victor de Oliveira Pinto Coelho Faculdade ASA de Brumadinho (MG)

Resumo

O artigo discute o anticomunismo a partir da análise de jornais e de um processo jurídico de 1949 – inquérito administrativo, movido contra 51 operários da mina de Morro Velho, acusados de sabotagem –, acusação referente a uma greve no ano anterior. Conclui-se que o imaginário anticomunista elaborado desde 1935 persistiu no pós-Estado Novo, como forma de justificativa de repressão a líderes operários.

Biografia do Autor

Victor de Oliveira Pinto Coelho, Faculdade ASA de Brumadinho (MG)

Bacharel e mestre em História pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.
Professor da Faculdade ASA de Brumadinho (MG).

Downloads

Como Citar

Coelho, V. de O. P. (2011). O ardil anticomunista – estudo de caso (1948-1949). História Social, (12), 91–113. Recuperado de https://ojs.ifch.unicamp.br/index.php/rhs/article/view/198