Anarquismo e segurança pública: São Paulo, 1894

Autores

  • Claudia Feierabend Baeta Leal

Resumo

Este artigo centra no estudo de caso da prisão de dez italianos detidos na saída de uma reunião do Centro Socialista Internacional em São Paulo, em 1894, e que permaneceram presos como anarquistas por quase oito meses, sem processo ou julgamento, sem serem efetivamente deportados nem libertados. O objetivo é analisar, a partir de um corpus de fontes produzidas principalmente no ambiente policial e diplomático, elementos fundadores do tratamento que os anarquistas receberiam da polícia paulista e da experiência desses militantes na construção do seu espaço de atuação política na São Paulo dos anos 1890.

Biografia do Autor

Claudia Feierabend Baeta Leal

Downloads

Como Citar

Baeta Leal, C. F. (2011). Anarquismo e segurança pública: São Paulo, 1894. História Social, (16), 45–62. Recuperado de https://ojs.ifch.unicamp.br/index.php/rhs/article/view/233

Edição

Seção

Dossiê