Interfaces da imagética arquitetônica e da história. As precursoras habitações urbanas paulistas

Autores

  • Sandra C. A Pelegrini UEM

Resumo

As fontes imagéticas como representações do contexto em que emergiram, expressam noções da sociedade do seu tempo, tais como tendências artísticas, visões de mundo, percepções do belo, desejos de seus produtores, entre outros referenciais. Nesse sentido, o estudo acerca da conformação física das moradias urbanas paulistas, no século XIX, torna-se revelador dos sentidos conferidos às edificações e permite a proximações em relação à memória social.

Biografia do Autor

Sandra C. A Pelegrini, UEM

Doutora em História Social pela FFLCH/USP. Docente do departamento de História/UEM

Downloads

Como Citar

Pelegrini, S. C. A. (2011). Interfaces da imagética arquitetônica e da história. As precursoras habitações urbanas paulistas. História Social, (11), 95–114. Recuperado de https://ojs.ifch.unicamp.br/index.php/rhs/article/view/165

Edição

Seção

Dossiê