A legalidade como estratégia: africanos que questionaram a repressão das leis baianas na primeira metade do século XIX

Autores

  • Luciana da Cruz Brito Universidade Estadual de Campinas

Resumo

Na Bahia do século XIX era comum a crença na maior periculosidade dos africanos. Autoridades policiais, políticos e legisladores acreditavam que este setor da sociedade carecia de um código de leis específico, mais rígido, que respondesse à necessidade de segurança desta sociedade, que acreditava estar ameaçada por estes negros “estrangeiros”. Este trabalho analisará a estratégia utilizada pelo africano liberto Luiz Xavier de Jesus que, por meios legais, questionou os métodos repressivos da polícia e a aplicação sumária de uma pena que o deportou da Bahia para a Costa da África no ano de 1835.

Biografia do Autor

Luciana da Cruz Brito, Universidade Estadual de Campinas

Downloads

Como Citar

Brito, L. da C. (2011). A legalidade como estratégia: africanos que questionaram a repressão das leis baianas na primeira metade do século XIX. História Social, (16), 15–28. Recuperado de https://ojs.ifch.unicamp.br/index.php/rhs/article/view/231

Edição

Seção

Dossiê